quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Esquinas












* Instalação "Quarteirão" de Ana Holck (2004)


Numa das esquinas da vida encontrei você.
Andamos juntos,
lado a lado,
por todo aquele quarteirão de vida...
Como se nunca tivesse fim...


Mas o fim chegou,
e na esquina seguinte,
você virou...


E seguiu.

10 comentários:

afobório disse...

seja lá quem quer que seja que tenha virado a esquina, esse alguém levou você junto, ou não?

sim porque se não te levasse junto para amar, que levasse ao menos para ler o que você escreve.

bem, então só posso te dizer para continuar escrevendo cada dia mais, porque escreve muito bem, e te digo de boa, teu texto me lembrou Mário Quintana.

então, volte sempre e obrigado pelo comentário, e pode sim favoritar, ok, será um prazer.


sorte e luz, porque enuanto você escreve o mundo responde.

Adriano Queiroz disse...

Em quantas esquinas damos "tchau" e em quantas falamos "oi", este é o movimento da vida. Mas às vezes é doloroso.
Acredito no fim das coisas, assim as vivo com mais intensidade.

Afobório falou e disse!

Abraços.

Vâmvú disse...

Então, Afobório, pra falar a verdade, esse alguém não me levou junto não... (rs) Mas eu segui o meu caminho... sem fim...
Agora, tu me falar que lembra Mario Quintana, é um p**** exagero seu... Quem me dera chegar aos pés dele algum dia. (rs)
Super obrigado por tuas palavras, muito encorajadoras e estimulantes. Abração.

Adriano, concordo com vc sim, a vida é feita de ciclos mesmo, uma hora acaba um pra logo em seguida começar outro, mas um dia quero achar um ciclo que só termine com minha morte... (rs).
Obrigado, sempre, por tuas palavras.
Abração.

felipe lima disse...

Creio que essa finitude das coisas seja saudável até, mas a dor que esses momentos de rompimento causam é desnorteante. Até porque quando se perde alguém, perde-se um pedaço da gente também, às vezes um pedaço essencial, e aí é que tá o nó.
Vou retribuir o link, abraço.

felipe lima disse...

E as instalações de Ana Holck são belíssimas, ótima escolha.

tossan disse...

Só eu sei as esquinas que passei...
Belo! Cada vez melhor aqui. Abraço

Vâmvú disse...

Felipe, obrigado pela visita e pelos coments. Abração.

Tossan, sempre generoso em seus coments. Super obrigado. Abração.

Ricardo Valente disse...

No momento, que se limita a vida amorosa, ela termina (num quarteirão). Na realidade, mesmo ao contrário, a maioria acaba. Todos seguimos, mesmo que trôpegos. Romântico! Forte abraço!

Van disse...

Querido....
Encontrar...
Perder...
Perder-se...
Tudo parte de um destino maior traçado pra que quando o encontro verdadeiro aconteça, as esquinas desapareçam.

"A hora do encontro é também despedida..." E vice-versa!

Te encontro na próxiam esquina.
Beijucas

Vâmvú disse...

Obrigado pelo coment, Ricardo. Vc ta certíssimo, acaba sim e seguimos mesmo que tropegos, mas só por um tempinho até nos recuperarmos novamente. Abração.

Van, obrigadíssimo pela visita e pelo coment. Gosto muito. =)
Te encontro lá...
Bjão