sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Ausência.

Mais um dia,
Mais uma noite...
Fria!
...e sem vc!

Entendo a distância.
Entendo o tempo e as circustâncias.


Mas queria-me o coração seco, por vezes
ou até a mais plena e perfeita ignorância...
Para não sofrer com tua ausência
ou ter que viver dessa saudade.

11 comentários:

Adriano Queiroz disse...

Quando leio poemas que envolvem saudade, sempre lembro do musíca do Gil na Voz da Bethânia.
Eu acho que já fiz este mesmo comentário algumas vezes.

Vídeo: http://br.youtube.com/watch?v=Pu0nJuaMEFY

Se eu morresse de saudade
Gilberto Gil

Se eu morresse de saudade
Todos iriam saber
Pelas ruas da cidade
Todos poderiam ver
Os estilhaços da alma
Os restos do coração
Queimado, pobre coitado
Pelo fogo da paixão

Se eu morresse de saudade
Mandariam lhe prender
O povo suspeitaria
Que o culpado foi você
O seu retrato estaria estampado em cada grão
Do que em mim restaria
Feito areia pelo chão

Fantasia, fantasia, sedução
Desde o dia em que eu segurei sua mão
Se eu morresse de saudade
Nunca iria conhecer
O prazer da liberdade
O dia de lhe esquecer
Se eu morresse de saudade
Não poderia dizer
Que bom morrer de saudade
E de saudade viver

tossan disse...

Já senti muito isso e quase morri...de saudade. Muito bonito! Abraço

Beto Canales disse...

Par perfeito o poema e a foto.

Maria Clara Moraes disse...

E eu, que nunca consigo sobreviver à saudade...

Valéria disse...

"os corações pegam fogo e depois não há nada que os apague"
e no fundo no fundo a gente não quer que o coração seque... mesmo a gente, assim sonhador, que vive querendo o impossível...

beijo moço

Bruno disse...

saudade, eu sinto saudade desta palavra que nao tem tracucao para nenhuma outra lingua, e eu sinto so de pensar, nada me lembra mais saudade do que o que esta dentro de mim. Abracao. Otimo poema.

Ricardo Valente disse...

A gente emagrece, mas se fortalece. Terrível sentir isso, mesmo assim... Tivesse outra forma, mas não! O coração precisa de tempo, senão descompassa. Aí fudeu, ó meu! (passou muito sentimento em poucas linhas, parabéns!) Bom findi 4you

sonia disse...

Nossa ,achei lindo foto ,poema tudo!
beijos rainhaso

afobório disse...

acho que a saudade também pode ser transformada em esperança, pois só tem saudade quem pode guardar lembranças boas.


sorte e luz, um belo texto.

Vâmvú disse...

Adriano,
Gil é demais, né? Não da nem pra falar nada... Brigadíssimo por seus comments, sempre. Abração.

Tossan,
Obrigado, sempre. Morrer de saudades... talvez a mais poetica forma de se morrer... Abração

Beto,
Obrigado por tuas visitas e comentarios por aqui, sempre bem vindos. Abração.

Clara,
Tem-se a impressão de não se sobreviver a saudade, mas como o Afobório disse, transforma-la em esperança é uma bela solução. Bjão.

Val,
Adoro teus comments, sempre muito poéticos. Querer o coração seco só na hora do desespero mesmo, mas lógico que nunca levamos a cabo... Bjão.

Bruno,
Nem tenho o que dizer, ainda mais pra vc, que realmente, estando longe deve estar com os sentimentos a flor da pele. Obrigado por teus comments. Abração e se cuida.

Ricardo,
Acabei de ver que vai nos deixar orfão de tuas belas poesias. Uma pena mesmo, MAs deves saber o que estas fazendo e sem dúvida é oq ue é melhor pra ti. Muito sucesso e luz. Mais uma vez obrigado mesmo por seus comments, sempre constantes, sempre muito oportunos e carinhosos. Abração.

So,
Sò tenho a agradecer a vc por tantos elogios. Obrigado mesmo, de coração. Bjs.

Afobório,
Com certeza. Falou tudo de forma simples e direta. "Só tem saudade quem pode guardar lembranças boas". É isso mesmo que sinto. Obrigadíssimo por teu comment. Abração.

. disse...

putz. não posso ler seu blog. aff.