terça-feira, 14 de outubro de 2008

Quatro mil, novecentos e vinte e sete...



Sinto-me despedaçado... em cacos...
4.927 pequenos pedaços de mim...
Esquizofrênizo-me ao me ver em tantas partes assim...

Minha vida partida, cindida...
... desintegrado em milhares de cacos...
Cacos de mim...

Apenas... cacos de mim...
do que sou...
do que era...

Tentei reunir todos os pedaços pra ver o que tinha sobrado...
Nada...

O que me resta fazer... apenas varrer pra baixo do tapete,
disfarçando sem que ninguém perceba,
os caquinhos do que um dia eu fui...

4.927 pequenos pedaços de mim...

4 comentários:

Rubens da Cunha disse...

numerozinho instigante para se repartir em cacos. gostei.
obrigado pela visita ao Casa de Paragens, volte sempre.

Ricardo Valente disse...

Pois saiba, que a lâmpada, tb estava muito legal - não pude comentar antes. Dos cacos, nunca será o mesmo, mas pode ser melhor! Tempo, força e persistência! Abraço!

Vâmvú disse...

Rubens, valeu... e realmente, 4.927 cacos... é muito pedacinho espalhado... rs Tomei a liberdade de te adicionar na minha lista, muito bom tudo que escreve, depois vou comentar outras coisas que adorei na tua paragem. Abçs.

Ricardo, sabe que fiquei muito na duvida de qual imagem usar.. rs. Obrigado pelas palavras.
Mas ainda fiquei curioso com o fato de vc ter ficado curioso... (hahaha) Abçs.

Vâmvú disse...

Ok. Voltei com a lâmpada... rs.