sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Descompasso



Quando um amor se vai, fico acreditando que não serei capaz de amar novamente.
É como me sinto...

Sei que vai acontecer... (pelo menos tento acreditar)

Mas fica um vazio, uma falta, uma dor,
fica uma morte... fica ainda o amor.

(Hoje de manhã, romântico que sou, achei que estava prestes a conhecer um novo amor...)

Ao olhar... um descompasso do coração, um tremor leve das pernas...
Ao conhecer... um frio subindo a espinha, um ligeiro rubor nas faces...
Ao falar... um olhar atento, um gesto elaborado...
Proposital.
Uma alegria contida, um sorriso tímido...
Incontrolável.
A fala truncada e envergonhada...

Será amor? Ou uma atração?
...
Que pena, apenas tesão.

6 comentários:

Van disse...

Ó! Mas não desite não!!!!!!!!
;)

Beijucas

Vâmvú disse...

Desistir?? Nunca...
Eu só falo, eu só escrevo... (rs)
Obrigado, Van. Bjs.

Ricardo Valente disse...

É tesão e é muito bom, do bom! Não se espera o amor. Se espera amar! Abraço , forte abraço!!!

Vâmvú disse...

humm... não sei, Ricardo...
Tesão é bom sim, sempre...
Mas "amor" pode ser tão diferente de "amar"... o que esperar???

Gosto dos seus posicionamentos e questionamentos...

Abração

MaxReinert disse...

Mas o amor/ar não começa também com tesão?

É possível tesão sem amor... mas amor sem tesão... rola?

Vâmvú disse...

Max, pode começar sim, mas quando a gente quer amar e percebe que é só tesão, pode ser meio frustrante... não to falando ruim, apenas frustrante... rs
Valeu!! Abraços