sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Ruídos...


No silêncio oculto de nossas palavras

Residia o nosso amor

No barulho ensurdecedor de nossos silêncios,

a nossa paixão.

E entre o silêncio e a palavra

Um vazio...

18 comentários:

Ricardo Valente disse...

Pior, que esse hiato existe. Sem assento!

Vâmvú disse...

Momentos de crise, meu amigo. rsrs

Adriano Queiroz disse...

Eu gosto é deste intervalo, deste vazio que só os sensíveis podem descrever.
Amor e silêncio é totalmente válido e saudável.
Paixão silenciosa falta entrega.

Hj eu te dou um aperto forte!

Ricardo Valente disse...

Acento, viu? bom sábado!

Kauana Resende disse...

Simples e intrigante. Lembrei de como odeio certos silêncios e certas palavras, e senti: vazio.

tossan disse...

Em poucas palavras ilutra-se um início de crise? Não é apenas um contratempo! Abraço

Vâmvú disse...

Adriano,
Vou discordar de vc. Não gosto desse intervalo não... prefiro mesmo a paixão ruidosa e o amor silencioso. (rs)
Abração

Kauana,
Nova por aqui. Obrigado pela presença e pelo comment. Apareça sempre que quiser. Vou lá te visitar também. Bjs.

Tossan,
Crise ou apenas um contratempo...? Prefiro pensar mesmo em um pequeno contratempo. Obrigado pela presença, sempre. Abração.

Rubens da Cunha disse...

e é desse vazio que se preenchem os poetas, penso.

Valéria disse...

silêncio á silêncio e ecoa...
um abraço

afobório disse...

o silêncio é mesmo grande, diz muitas coisas.

e obrigado pelo comentário.


sorte e luz.

Luiz Gonzaga disse...

Sem o silêncio não há música.
Abç.

felipe lima disse...

não consigo fazer melhor comentário do que permanecer em silêncio.

Maria Clara Moraes disse...

O meu amor sempre fica escondido no silêncio, nas coisas que eu não digo. As coisas que eu digo são todas falsas. Eu só acredito no silêncio...

Muito bonito e simples...

Vâmvú disse...

Rubens, Val, Afobório, Luiz, Felipe e Clara,
Obrigadíssimo pelos comentários tão generosos. Bjs e abraços.

Beto Canales disse...

Muito legal...

muito mesmo...

Corso disse...

ah, concordado c' o rubens....!
meu caro, eu tava pensando no que responder esses dias, e queria agradecer você e o Adriano pela atenção e por compreenderem, acima d tudo...são escritos mais ou menos longos, e podem ser chatos, às vezes...
de qualquer modo, fico feliz!

tudo ok por aí, no mais...
té breve, rapaizzzzzzzz

Corso disse...

ah, abrasssssssssssss heeh

Vâmvú disse...

Beto,
Obrigado, sempre muito bem vindo teus comments. Abração

Corso,
Rapaz, não lembro de ter falado que seus textos são longos ou chatos. Não os acho não. Gosto muito de teus contos, textos e poesias. E por falar nisso, faz tempo que não faz um post de conto novo por lá... (hehe)
Obrigado pela tua presença aqui, sempre. Abração. (não pude deixar de ver teu comment no blog do Ricardo. Boa sorte na nova empreitada... hehe)