quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Just ashes...


How do you feel?
And how do I feel?
This is nothing new…
For you I was just a flame
Burning fast...

What I really need
is what makes me bleed…
Like a new disease,
it’s still too young to treat

But my time is running wild
And I still don’t know what I was waiting for

How do I feel?
And how do you feel?
Don’t worry…
At my new world
Ashes are just ashes…

______________________________________________________
.
Apenas cinzas...

Como você se sente?
E como eu me sinto?
Isso não é nenhuma novidade...
Para você eu fui apenas uma chama
Queimando rápido...

O que eu realmente preciso
é o que me faz sangrar...
Como uma nova doença,
que ainda é muito nova para se tratar.

Mas meu tempo corre loucamente
E eu ainda não sei pelo que eu estava esperando.

Como eu me sinto?
E como você se sente?
Não se preocupe...
No meu mundo novo
Cinzas são apenas cinzas...

15 comentários:

tossan disse...

Não entendi nenhuma palavra meu amigo por isso eu te digo... Seja feliz!
Abraço

Vâmvú disse...

Hahahaha
Ok, Tossan, vou dar uma ajudinha.. rsrs
Mas memso assim obrigado pela visita. Abração.

tossan disse...

Puxa vida, o que dizer, falar que Fenix resurgiu das cinzas? Não temer e nem tremer? Só sei que o medo existe, quando não há é porque acabou mesmo!
Hoje foi demais, fiz um comentário lá no... http://rascunhosemvida.blogspot.com
e achei difícil, mas vejo que aqui foi mais! Abraço

Corso disse...

dae gori!

só no writing in english, então...
é massa, porque dá uma perspectiva diferente pra coisa...
ficou boa e com bastante fluxo.
e fora que ingles é a lingua universal dos songs and tunes, ñ é?
sempre tem a possibilidade de musicar a coisa...
tipo, a primeira parte pode ser assim : na nana nanana / na nana (e na última sílaba você pode segurar um pouco mais, assim) naaaaaaaaaaaaaa (e pode dar um fade na voz, sutilmente)(n)aaaa a a a a a...
mas é claro que é só uma sugestão. rs

agora sério, uma parte bastante boa:
"What I really need
is what makes me bleed…"
verdadeiríssimo, ao que parece, com todo mundo....

no mais, ok por aí?
aqui blz..
falamos...
abrasssssssssssssssssssssss

felipe lima disse...

meu predileto.

felipe lima disse...

'And I still don’t know what I was waiting for'
eu realmente continuo.

Beto Canales disse...

putz

Adriano Queiroz disse...

Digno de Billie Holiday.
Dá uma bela música.

Abraços.

=]

Ricardo Valente disse...

Tudo mentira... A segunda estrofe tá linda! (todo...) Abraço!

Jana disse...

E eu me sinto bem.


:)

afobório disse...

genial.



sorte e luz.

Rafael Coelho disse...

Vâmvu, está rolando uma série de perguntas pra blogueiros poetas responderam e chegou até a mim. Estou convidando todos os meus amigos pra participar.

São sete perguntas. Dá uma olhada neste meu post:http://textosdocoelho.wordpress.com/2008/12/19/gostar-de-livros-e-patetico/

É só copiar as perguntas, colar e responder. Me avise que depois venho aqui ler.

Um abço.
=:B

Valéria disse...

"Tenho uma vontade besta de voltar, às vezes. Mas é uma vontade semelhante à de não ter crescido" caio f.

não há como não crescer tendo crescido... às vezes nós queremos ficar parados num lugar em que já não cabemos... mas não dá.

um beijo

Vâmvú disse...

Tossan, Corso, Felipe, Beto, Adriano, Ricardo, Jana, Afobório, Rafael e Val,

Obrigado pela presença de vcs sempre por aqui e com comentários sempre muito generosos. Se faço um balanço desse ano que se passou, só tenho a agradecer de ter conhecido pessoas tão fantásticas como vcs, escritores do maior gabarito e me orgulho muito disso, de poder compartilhar com vcs tudo dessa nossa blogosfera. Obrigadão a todos.
Bjs

Corso disse...

rapaizzzzz!

feliz natal e ano novo!
saudações,
e que tudo que não está encaixado, se encaixe. ou desencaixe, o que estiver encaixado e que esteja uma merda...

falamos breve!

abrasssssssssssss