quarta-feira, 6 de maio de 2009

A verdade



A verdade é uma só...
E, as vezes, dói...
... e muito.
.

9 comentários:

Beto Canales disse...

às vezes não. Prefiro qdo não. Ou, tvz, a mentira.

Viajei?

Ricardo Valente disse...

A verdade absoluta, se existe, não dói. A maneira que a enxergamos - esse somatório de vivência e projeções - é que pode doer. Abraço!

FREDERICCO BAGGIO disse...

Ai... doeu!
Ai... doeu!
AGORA DOEU UM POUCO MAIS!

Obrigado!

Vâmvú disse...

Beto,
É... como disse, às vezes, doi, outras vezes não... Também prefiro 1.000.000 de vezes que não.
Agora, mentira? Não... isso nunca.
Abração

Ricardo,
É... em termos,concordo com vc sim. (rsrs) Obrigado pelo comment.
Abração

Fre,
É meu amigo, ÀS VEZES, dói...

J. Avellaneda disse...

eh, cara, facto...

vc vê, tbm to sem palavras ultimamente... to escrevendo la no quotidiano, mais, mas só umas baboseiras... pra não perder o fio da meada...

é foda.

deprimente... rsrs

bom, sempre apareço por aí tbm, vc sabe.

abração, meu gori!

Denise disse...

Ah dói,porem sempre que dói lembro que a cada dor me faço mais forte e lembro também de uma canção que fala assim:
E se fez doer foi há um tempo atrás,o dia esta nascendo as flores estão crescendo e o pássaro já vai voarrrrrrrrr verde pássaro.

Ontem foi um tempo atrás,hoje você é mais forte.

Adorei estar aqui

Denise

Marcelo Cândido disse...

verdade!!!!!!!!!!!!
bom domingo

Sérgio Roberto Sandes disse...

Será por isso, que o Cazuza preferia mentiras sinceras?

Obrigado pela visita, por ter puxado uma cadeira e ficado...

Sino falta disso...

Um abraço...

Vâmvú disse...

Meu amigo Corso (ou Ramasi.. nunca sei como devo te chamar...rsrs),
Obrigado sempre por tua presença e por teus comments...
Abração

Denise,
Obrigado por teu comment e por ter estado aqui. Fico feliz que tenha gostado e vou passear no seu também.
Bjs

Marcelo,
Valeu!! Obrigadão!!!
Abraços

Sérgio,
É, grande Cazuza... acho que ele estava certo sim... ou não? Será que fugir da dor é o melhor caminho? (pra se pensar...)(rs)
Obrigado pelas palavras. E venha quando quiser também, as portas estão abertas...
Abração